BLOGS DO PORTAL TERRAS POTIGUARES NEWS

sábado, 6 de julho de 2013

JOEL LOPES GALVÃO - PATRONO

 Nasceu aos 06 de 1907. Era o oitavo filho do casal Francisco de Araújo e Rosa Lopes de Araújo, residentes na fazenda curral velho, então pertence ao município de Jucurutu-RN.
Joel Lopes Galvão, cursou até o 3º livro, tendo com professora Dona Maria Amélia Galvão. Sua Infância foi no Sítio Curral Velho, tendo começado a trabalhar com 07 anos ajudando seus pais no sítio.
Na cidade de Jucurutu conheceu a Srª Maria Madalena de Araújo, com quem se casou no ano de 1927 na Igreja de São Sebastião de Jucurutu – RN.
Após o casamento, Joel Lopes Galvão foi morar na fazenda Tapera município de Jucurutu trabalhava como agropecuarista de onde tirava o sustento da sua família.
Do matrimônio nasceram 09 filhos, no entanto a preocupação com os estudos dos filhos, fazia com que ele pensasse no desenvolvimento da educação de todos os jucurutuenses, em seus discursos falava “sendo para investir no saber de meus filhos, faço tudo”.
Foi vereador na gestão do prefeito Manoel Francisco da Rocha (Manoel Gangão) como representante do poder legislativo o então o mesmo defendia o homem do campo, então por esse motivo, o vereador Sr. Afonso Paulo de Araújo, resolveu homenageá-lo em agosto de 1992, dando seu nome a uma das mais bem conceituadas colocando um projeto de lei na Câmara Municipal de Jucurutu – RN o qual foi sancionado por unanimidade pelo então preito municipal Dr. Luciano Araújo Lopes. A escola recebe o nome de Escola Municipal Joel Lopes Galvão – Ensino de 1º grau, localizada na Rua Manoel Januncio de Medeiros, nº. 169 – Bairro Santa Izabel Jucurutu - RN.

FONTE - BLOG DA ESCOLA MUNICIPAL JOEL LOPES, JUCURUTU-RN

Nenhum comentário:

Postar um comentário

TERRAS POTIGUARES NEWS

TERRAS POTIGUARES NEWS
COM 20 BLOGS E 1780 LINKS - MOSOSRÓ-RN, 28 DE DEZEMBRO DE 2008

STPM JOTA MARIA

STPM JOTA MARIA
HONESTIDADE, HUMILDADE E SINCERIDADE

Quem sou eu

Minha foto
NINGUÉM JOGA PEDRA EM ÁRVORE QUE NÃO DÁ FRUTO; PORTANTO, NÃO FIQUE COM RAIVA COM AS CRÍTICAS DESTRUTIVAS